Feeds:
Artigos
Comentários

NOVO ENDEREÇO!!!!

ATENÇÃO CAROS LEITORES:

O MAIS DO QUE PALAVRAS BLOG GANHOU NOVO ENDEREÇO E NOVOS TEXTOS:

 

ACESSEM: http://maisdoquepalavras.com/

 

Conto com a visita e comentários de todos vocês!!!

Um forte abraço

 

Michel Carvalho

Anúncios

NOVO ENDEREÇO!!!!

ATENÇÃO CAROS LEITORES:

O MAIS DO QUE PALAVRAS BLOG GANHOU NOVO ENDEREÇO E NOVOS TEXTOS:

 

ACESSEM: http://maisdoquepalavras.com/

 

Conto com a visita e comentários de todos vocês!!!

Um forte abraço

 

Michel Carvalho

 Imagem retirada do Google.com.br.

O amor não é impossível, mas é delicado, exige um controle emocional como nenhum outro sentimento necessita. O amor é volátil, produto inflamável que oscila ao menor fervor, embora seja tolerante e resistente. É como uma criança que fascina, mas necessita de cuidados, de atenção diária, de alimento, de uma vestimenta capaz de protegê-lo.
Um amor é mais do que uma afirmação, irá sempre além de uma mera expressão e jamais poderá ser definido e contextualizado. Cada um ama à sua maneira e em proporções diferentes. Não há amor igual, há amor que se completa fazendo de duas extremidades uma aliança, com suas imperfeições, mas ainda sim fascinante. O amor é um  tempero forte de sabor suave. Uma certeza que nos é tão imprecisa por nossa exclusiva culpa.
Amor não é só amar. O amor é sofrer e reverter a dor em crescimento, é aceitar que também magoamos e buscar a cura de nossas manias desnecessárias. Amor é o objetivo e, amar, o caminho.
O amor também é raiva, mas que pode ser vencida e controlada por um abraço. O amor não exige recompensa, mas reciprocidade sem medida, sem caracterizar maior ou menor. O que importa é tão somente a presença, o lembrar, o dedicar, o querer. Amor é simples, mas o caminho para seu alcance é complexo. Não é o amor uma conta exata, mas uma equação com inúmeras variáveis e incógnitas. Nem tudo será compreendido, mas no final das contas o resultado não pode ser zero, tem que sobrar amor.

O amor é tudo isso e mais tudo aquilo que você também imagina, é somatória, sempre uma somatória. O amor tem aroma, sabor, trilha sonora. O amor é mais e sempre mais para os que tentam defini-lo, e simplesmente tudo para aqueles que somente o vive.

Por: Michel Carvalho

A Dor Necessária

Imagem

.

Sei que palavras, quando verdadeiras, dóem. Que elas ressoam em nossa mente e invadem um campo de nossa alma que nos atormenta, nos assusta, nos leva a rejeitar, a não aceitar, ainda que sabendo inconscientemente de se tratar da mais irrefutável verdade. Mas no fundo, diante a incontrovérsia das palavras, sabemos que aquela verdade é necessária ouvir, que ela nos movimenta, ainda que nos desperte inicialmente a raiva…
O verdadeiro amigo é aquele que lhe cospe a verdade sem nenhuma dó (ainda que esteja se dilacerando por dentro ao ser duro), por saber que simplesmente é preciso.
Quem pronúncia as mais duras verdades não quer ouvir um agradecimento, porque sabe que ele não virá, mas tão somente deseja que suas palavras surtam efeitos, pois é o que de melhor um amigo pode oferecer: o caminho para a mudança necessária; a visão daquilo que optamos por não enxergar, por despreparo, por medo, por insegurança… Por comodidade.

Não importa se o primeiro passo seja tomado pela raiva que lhe consome por dentro, simplesmente vá em frente e deixe que o próprio caminho lhe mostre as paisagens e sua beleza…

A ninguém é dado um fardo o qual não possa suportar!

Michel Carvalho

A Lógica e a Razão

Imagem retirada do Google.com.br.

Para muitos ainda não está evidente  que a vida é mais do que a razão, e que esta, ao meu ver, nada mais é do que nossas particulares convicções e certezas aceitas como verdade pelo senso-comum e pela pequena massa dos sábios formados pela experiência vivida. Note que não me refiro à razão pertinente às conclusões exatas, comprovadas de forma inequívoca, seja pela matemática, pela observância dos fatos ou qualquer outro meio probatório que não deixe aberto caminhos para indagações e dúvidas, mas sim daquela razão  abstrata a qual somos impossibilitados de impor uma veracidade absoluta, pois inevitavelmente encontraremos correntes contrárias. Onde houver mais de uma mente é quase que certo que haverá mais de um pensamento e divergências entre tais.
Agir com razão é agir conforme nosso próprio entendimento do que deve ou não ser feito, do que é certo ou não. Agir com razão, aquela relativa a qual me refiro, é agir visando saciar nossos desejos e expectativas de acordo com o que julgamos ser necessário para nossa impagável sensação de sentir-se completo… Embora sempre encontramos, ou criamos, algo que nos falta.

A razão vai além do que se possa definir com exatidão, é um valor intrínseco inerente a cada ser. Parece que aqui é cada qual com sua razão e, por detrás desta, seus respectivos argumentos. Talvez tudo não passe de uma questão meramente egoísta, a qual geralmente não nos conformamos a ter que admitir estarmos errados. Mas onde fica a lógica disso tudo? Qual a verdadeira razão?

A razão da lógica é a forma lógica de ser da razão.

Por: Michel Carvalho

Paranóia

.

A paranóia é inevitável, uma vez que manter a sensatez é impossível. Há muitos fatores que nos tiram da linha da coerência, os sentimentos, as mágoas, o medo, a insegurança. Não há quem não se desequilibre emocionalmente por uns segundos, quem não perca a cabeça diante tanta falsa reciprocidade, impaciência, pré-julgamentos, pré-conceitos, pré-inteligência!

Reagir às vezes é necessário. Ser estúpido em alguns momentos faz parte do ser humano, entretanto, compreender não integra o caráter de todos. Somos o contraditório em um único lugar, nossa mente. Amamos o que odiamos e deterioramos o que construímos. Solução? Uma dose de whisky e uma boa música de fundo. Um pouco deprimente, talvez, mas calmo e real o bastante para levar-te a crer que tudo faz tão sentido que o copo está mais próximo do que imagina. Embebedar-se de alcool evita o coma psicologico e sempre fomos bons na fuga. Ainda mais quando fugimos de nós mesmo.

 

Michel Carvalho

Hoje Eu Lembrei…

Imagem retirado do Google.com.br

.
Hoje eu lembrei da minha infância, lembrei da adolescência, dos descompromissos, dos impulsos, da ansiedade sempre suprida, dos mimos conquistados, da felicidade que à época não compreendi que tinha e que hoje valorizo ao extremo. Bateu saudades até mesmo das broncas, das surras e do amor que vinha após se fazer as caras de dó que somente uma criança com o dom do convencimento consegue fazer… Hoje eu lembrei das manhas de manha, do castelo ra-tim-bum e do x-tudo, lembrei do vislumbramento com o Dragon Ball e da mamadeira com achocolatado. Hoje eu lembrei das idas ao parque e de quantos significados isso poderia ter, de quantos sorvetes poderia me proporcionar. Senti os aroma que inexplicavelmente lhe carrega pelo túnel das lembranças, tão nítidas quando à mais cristalina água.
A saudade é certa, a lágrima possível e a felicidade incontestável!Hoje eu lembrei que nada disso volta mais, mas senti a emoção como se hoje tivesse sido..

Hoje eu fui mais uma vez feliz por tudo que vivi e senti…

 
Michel Carvalho